Demetrio Albuquerque Silva Filho (Teresina, Piauí, 1961), formado em Arquitetura na UFPE (1988). Inicia atividades de escultor frequentando cursos e ateliers coletivos em Teresina e Recife.

- Em 1988 faz parte da equipe vencedora do concurso para o “Monumento Tortura Nunca Mais”

  finalmente construído em 1993, como o primeiro monumento do tipo no país.

 

- Segue para Curitiba (89), com residência por dois anos, onde faz o curso profissionalizante de
  escultura do Centro de Criatividade do Parque São Lourenço com especialização em fundição de
  bronze.

- Ganha o “prêmio João Turim” (91) no 1º salão do Museu João Turim em Curitiba com as esculturas
  Migrante e Andaluz.

 

- Muda-se para o Japão (93) onde faz curso de cerâmica (Yakimono) com o mestre Shinozaki; realiza a exposição Karada (95) em Ashikaga-shi.

 

- Volta a Pernambuco e funda o atelier Demetrio Esculturas em Olinda (96) onde passa a realizar projetos, principalmente de esculturas  e monumentos para exterior.
Prossegue desenvolvendo trabalhos em cerâmica, concreto, bronze e Resina. Para estátuas, bustos, monumentos, arte ambiental e projetos especiais para arquitetura.

 

Obras:
 

A Pedra  (2002) Jardim de esculturas do Shopping Recife. PE.

Caboclo de Lança  (2003), Av. Chico Science – Olinda. PE.

Circuito da Poesia do Recife (2005-6) - Recife antigo. PE.

Burle Marx  (2006) – Praça de Dois Irmãos – Recife. PE.

Dom Hélder Câmara (2007)- Igreja das Fronteiras –Recife. PE.

Mestre Vitalino  (2007), Museu Vitalino, Alto do Moura, Caruaru.

Monumento a Augusto dos Anjos (2008), praça Pedro Américo, João Pessoa PB.

 

 Exposições recentes

-  Caminho da Pedra  (2015) individual, edital Funcultura, Galeria Janete Costa Parque Dona 

   Lindú  - Recife - PE..

-  Caminho da Pedra – Circulação” (2018), Muma, Curitiba - PR.

-  Mostra “Queima” (2018) – Casa Balea Olinda PE.

 

 

Biografia